Unidade da PM ocupada por família acumula lixo reciclável e carro velho

Unidade da PM ocupada por família acumula lixo reciclável e carro velho

Eidilia Aparecida, de 25 anos, vive com os filhos em uma base da PM (Foto: Fernanda Zanetti/G1)

Eidilia Aparecida, de 25 anos, vive com os filhos em uma base da PM (Foto: Fernanda Zanetti/G1)

Unidade da PM ocupada por família acumula lixo reciclável e carro velho

Postos da Polícia Militar em seis bairros estão desativados em Piracicaba.
Corporação foi procurada pela EPTV, mas não se posicionou sobre o caso.

 

A base da Polícia Militar (PM) que está desativada no bairro Vila Sônia e foi invadida por uma família no início deste ano em Piracicaba (SP) virou depósito de materiais recicláveis e de carros velhos. Além deste posto fechado, a cidade tem mais cinco locais onde funcionavam bases comunitárias: um virou unidade de saúde, outro sede da Secretaria Municipal de Trânsito e Transportes (Semuttran), o terceiro ganhou novas funções da PM e os dois demais se deterioram pela ação do tempo e também de vândalos.

Na Vila Sônia, a família da dona de casa Eidila Aparecida dos Santos Borba, de 25 anos, ocupou a base em janeiro por não ter onde morar. Ela vive ali com os filhos de 6 e 2 anos. “Eu não tinha casa, pois vivia de aluguel. Um dia passei e vi que a base estava abandonada. Aí decidi vir para cá”, afirmou a mulher. Em mais de sete meses de ocupação, o pátio do local passou a acumular materiais recicláveis, como caixas de papelão, pedaços de plásticos, e também carros.

Outras bases
No bairro Bosques do Lenheiro, a base abandonada da PM foi fechada com tijolos e danificada por vândalos. No bairro Pauliceia, a base foi transformada em um posto da Semuttran, onde ocorrem vistorias da pasta. Já no bairro São Dimas, a base ainda é usada pela Polícia Militar, mas não faz atendimento à população, apenas procedimentos administrativos da corporação.

No bairro 1º de Maio, a base desativada também continua em uso pela corporação, mas não para trabalho comunitário, e sim como pátio de viaturas quebradas, batidas e sucateadas. Nem placa de identificação há no local. Na região do Distrito Industrial, a base se tornou estacionamento para a frota de uma empresa.

Posição da Polícia Militar
O comardo da Polícia Militar em Piracicaba foi procurado nesta terça-feira (12), mas até às 14h desta quarta-feira (13) não enviou posicionamento sobre qual seria o destino das bases desativados. No início do ano, a corporação informou que havia “um estudo em andamento para verificar a viabilidade de permanência ou não das bases em questão, considerando a eficiência delas e a possibilidade de dinamizar o policiamento na região com o efetivo que é empregado de forma estática nesses pontos fixos”.

Pátio de base acumula o materiais recicláveis no Vila Sônia em Piracicaba (Foto: Márcio Silveira/EPTV)Pátio de base da PM acumula materiais recicláveis na Vila Sônia, em Piracicaba (Foto: Márcio Silveira/EPTV)
Fonte: G1

 

Sobre o Autor

LuzeAzevedo administrator

error: Content is protected !!