Susep autoriza seguradora francesa Axa a operar no País

Susep autoriza seguradora francesa Axa a operar no País

Susep autoriza seguradora francesa Axa a operar no País

seguros_axa.1jpg

Susep autoriza seguradora francesa Axa a operar no País

A Superintendência de Seguros Privados (Susep) autorizou, na semana passada, a seguradora francesa Axa a operar no Brasil, segundo o superintende do órgão regulador, Roberto Westenberger. A companhia será comandada por João Leandro, que deixou o comando da empresa em Portugal para chefiar o grupo em terras brasileiras.

Abaixo dele, estarão os franceses Michel Dubernet, que foi presidente da BNP Paribas Cardif na América Latina e responderá pela operação de vida, e Eric Berger, que comandará a operação de patrimônio e corporate (P&C). Já a resseguradora da Axa no Brasil será comandada por Otávio Bromati, vindo da Zurich Seguros.

Essa é a segunda vez que a seguradora francesa abre unidade no Brasil. A companhia deixou o País em 2003, quando vendeu suas operações para a Porto Seguro, que deram origem à marca Azul, para focar em aquisições na Europa e Ásia. A Axa disputou a carteira de seguros de grandes ricos do Itaú Unibanco, mas foi desbancada pela americana Ace, que adquiriu o ativo por R$ 1,5 bilhão.

No portal da companhia francesa, que deixou o Brasil há uma década e mantém um acordo para grandes riscos com a SulAmérica, há dicas do que ela espera de sua operação brasileira. O grupo se intitula como uma seguradora mundial. E é. Segundo rakings de seguros no mundo, a AXA é a maior companhia do mundo no quesito faturamento. Voltando ao portal, o grupo afirma que desempenha um papel de destaque nos serviços de proteção financeira, de pessoas e bens a nível mundial. Atualmente, serve atende 95 milhões de clientes individuais e empresas, em mais de 60 países da Europa, América, África, Oriente Médio e Ásia.

Apesar de a Europa continuar a ser o maior mercado para as suas receitas globais, o grupo AXA está presente entre as principais seguradoras nas regiões em que atua, incluindo nos mercados emergentes. O grupo tem a ambição de alcançar a liderança em todos os mercados em que opera, com a estratégia cinco prioridades: inovação nos produtos, expertise no core-business, gestão da rede de distribuição, qualidade do serviço e produtividade.

Fonte: Istoé

Sobre o Autor

LuzeAzevedo administrator

error: Content is protected !!