Pais motoristas inspiram filhas ao volante

Pais motoristas inspiram filhas ao volante

Pais motoristas inspiram filhas ao volante

Já ficou para trás o tempo em que dirigir era coisa de homem. Dados publicados recentemente pelo Departamento Nacional de Trânsito (Denatran) e pelos Departamentos Estaduais de Trânsito (os Detrans) mostram que o número de mulheres motoristas não para de crescer. Entretanto, apesar de ocuparem seu espaço nas ruas, muitas delas ainda têm como referência motoristas homens. E, perto do Dia dos Pais, nada mais justo que destacar aqueles que fizeram suas filhas tomarem gosto pela direção.

A profissional de relações públicas Bruna Tardetti, que já está perto de completar cinco anos de habilitação, conta que sempre quis aprender a dirigir por influência do pai, Pedro. “Sempre achei que ele dirigia muito bem!”, afirma.

Quando criança, Bruna passava as festas de final de ano com a família na fazenda dos avós, no interior de Santa Catarina. Em um dos Natais, viu um primo mais novo dirigindo o carro de um tio na área da residência do avô, e aí a vontade de guiar ficou ainda maior.

Pedido especial ao pai

“Pedi para o meu pai me ensinar também, e foi lá que comecei a aprender. Eu tinha 14 anos”, lembra. Na ocasião, o pai de Bruna deu à filha as primeiras lições básicas de condução. “Primeiro ele me ensinou a ligar o carro, depois colocar a primeira marcha, e assim foi”, lembra.

Em ocasiões posteriores, sempre em estacionamentos ou áreas particulares, Bruna foi aluna do próprio pai. “Enquanto não aprendi, pedia todo dia para ele me ensinar. Minha alegria era quando ele topava, e eu adorava esse aprendizado com ele. Os resultados vieram rapidamente, e com 15 anos eu já tinha noções até de baliza”, complementa.

Segurança em primeiro lugar

A preocupação de Pedro sempre foi a segurança da filha. Por isso, os treinamentos ao volante eram encarados como uma brincadeira, e realizados apenas em espaços fechados, sem trânsito. “Um pai nunca colocaria um filho em risco, ainda mais uma filha”, brinca a relações públicas.

A segurança deve vir sempre em primeiro lugar, assim como o respeito às leis de trânsito. Atualmente, a legislação é determinada pelo Código de Trânsito Brasileiro (CTB), criado a partir da Lei 9.503, de 23 de setembro de 1997. De lá para cá, algumas outras leis e decretos alteraram pontos do CTB, mas boa parte do texto se mantém.

Apenas maiores de 18

Os pais podem – e devem – continuar a ser fontes de inspiração para filhas e filhos, mas os novos motoristas precisam seguir as normas do CTB. O código prevê que apenas maiores de 18 anos alfabetizados podem se candidatar a tirar a Carteira Nacional de Habilitação (CNH).

De acordo com a legislação vigente, todos os candidatos à primeira habilitação deverão passar por no mínimo 45 horas de aulas antes do exame teórico, além de 20 horas de aulas práticas antes do exame de direção. As informações detalhadas podem ser obtidas junto aos Centros de Formação de Condutores (CFCs), entidades autorizadas a realizar as aulas.

Bradesco Seguros

A vida é um grande espetáculo e para protagoniza-lo com dignidade precisamos nos sentir protegidos. E esta proteção começa individualmente, passando pela nossa própria vida, nossa saúde, nosso futuro, nossa família e nosso patrimônio para que possamos viver intensamente cada ciclo da vida. Por isso, a proteção passa a ser a grande necessidade das pessoas neste século, marcado por acontecimentos imprevisíveis.  E proteger as pessoas e seus patrimônios é justamente a missão da maior seguradora do Brasil: a Bradesco Seguros.

Fundada há 78 anos, e atenta a diversas necessidades, atua nos ramos de Automóveis, Ramos Elementares, Seguro Saúde, Capitalização, Seguros de Vida e Previdência Complementar.

Ao longo de sua história a Bradesco Seguros, vem trilhando uma trajetória marcada por um sólido crescimento e pleno sucesso. Com uma ampla estrutura de proteção em todo o território nacional, oferece a seus quase 42 milhões de clientes uma moderna estrutura de atendimento por meio de suas Centrais de Atendimento Telefônico, Internet, 374 dependências próprias e 42 mil corretores ativos, além de contar com a rede de mais de 4,6 mil agências do Banco Bradesco.

A Bradesco Seguros também foi pioneira em seu segmento na implantação de uma Ouvidoria de Clientes. Um canal de comunicação, com o objetivo de solucionar eventuais problemas de atendimento. Uma estrutura que funciona dentro dos mais rigorosos padrões de qualidade.

Diferenciais que consolidam cada vez mais a marca do Grupo Bradesco de Seguros no mercado brasileiro.

Uma marca construída a partir do resultado de suas quatro seguradoras.

Sobre o Autor

LuzeAzevedo administrator

error: Content is protected !!