Bati o carro. E agora?

Bati o carro. E agora?

Bati o carro. E agora?

Ninguém quer, mas acidentes de trânsito acontecem até mesmo com os motoristas mais cuidadosos. E quando acontecem, o que devemos fazer primeiro? Segundo Noedy Bertazzi, instrutora do Detran/PR, a primeira coisa a ser feita é cuidar da sinalização. “O condutor precisa ter em mente que um acidente já aconteceu e é preciso minimizar o risco de um novo acidente”, comenta Noedy. “Coloque o triângulo a 30 metros do veículo, levante o capô – o que é um sinal universal de problemas com o automóvel –, espalhe galhos de árvore no chão, enfim, faça tudo o que estiver ao seu alcance para sinalizar o problema e evitar que outros veículos se envolvam na batida”, ensina.

Se o acidente envolve vítimas, é preciso chamar o socorro imediatamente – a omissão do socorro, prevista no artigo 304 do Código de Trânsito Brasileiro (CTB), prevê como crime o fato de deixar de solicitar auxílio de autoridade pública para uma vítima. “Mas antes de ligar é preciso fazer uma análise prévia da situação: local do acidente, número de vítimas, se elas estão conscientes ou respirando”, explica a instrutora. “Por isso, é importante manter a calma e não deixar o nervosismo tomar conta”, alerta.

As vítimas não devem ser removidas do local – a não ser em possibilidade de incêndio. “Mas isso acontece em 0,1% das vezes, então o melhor é chamar o socorro e tentar acalmar os envolvidos, se apresentando e informando que o socorro está a caminho”, indica. Isso vale inclusive para ocupantes e condutores de veículos que, a primeira vista, pareçam bem. “Se a colisão for forte a pessoa pode estar consciente, mas ter uma hemorragia interna. O melhor é aguardar que a equipe de socorristas chegue ao local – só eles poderão avaliar os riscos”, orienta.

Danos materiais

“Quando não há vítimas, não há necessidade de esperar a polícia chegar para fazer o boletim de ocorrência (BO)”, explica Noedy. “Em casos assim é possível remover os veículos que provavelmente estarão atrapalhando o trânsito – mas isso só vale para quando não existem vítimas. Caso contrário, não é permitido mexer em nada até a polícia chegar para averiguar a situação”, afirma. Em acidentes mais simples os condutores podem, inclusive, chegar a um acordo no local e fazer o BO depois, seja em uma delegacia ou mesmo pela internet. “Com o boletim de ocorrência em mãos, é hora de acionar o seguro e reparar os danos”, finaliza.

Relembrando

Aprenda o passo a passo dos procedimentos logo após um acidente de trânsito.

– Sinalize o local do acidente;
– Ligue para a polícia ou para o resgate (Bombeiros ou Samu);
– Se não tiver vítimas, remova o veículo para não atrapalhar o trânsito;
– Acione o seguro do automóvel.

Com vítimas
– Jamais mexa na vítima;
– Se o acidente envolver um motociclista, não remova o capacete;
– Observe os sinais vitais;
– Mantenha um diálogo para acalmá-la.

Bradesco Seguros

A vida é um grande espetáculo e para protagoniza-lo com dignidade precisamos nos sentir protegidos. E esta proteção começa individualmente, passando pela nossa própria vida, nossa saúde, nosso futuro, nossa família e nosso patrimônio para que possamos viver intensamente cada ciclo da vida. Por isso, a proteção passa a ser a grande necessidade das pessoas neste século, marcado por acontecimentos imprevisíveis.  E proteger as pessoas e seus patrimônios é justamente a missão da maior seguradora do Brasil: a Bradesco Seguros.

Fundada há 78 anos, e atenta a diversas necessidades, atua nos ramos de Automóveis, Ramos Elementares, Seguro Saúde, Capitalização, Seguros de Vida e Previdência Complementar.

Ao longo de sua história a Bradesco Seguros, vem trilhando uma trajetória marcada por um sólido crescimento e pleno sucesso. Com uma ampla estrutura de proteção em todo o território nacional, oferece a seus quase 42 milhões de clientes uma moderna estrutura de atendimento por meio de suas Centrais de Atendimento Telefônico, Internet, 374 dependências próprias e 42 mil corretores ativos, além de contar com a rede de mais de 4,6 mil agências do Banco Bradesco.

A Bradesco Seguros também foi pioneira em seu segmento na implantação de uma Ouvidoria de Clientes. Um canal de comunicação, com o objetivo de solucionar eventuais problemas de atendimento. Uma estrutura que funciona dentro dos mais rigorosos padrões de qualidade.

Diferenciais que consolidam cada vez mais a marca do Grupo Bradesco de Seguros no mercado brasileiro.

Uma marca construída a partir do resultado de suas quatro seguradoras.

Sobre o Autor

LuzeAzevedo administrator

error: Content is protected !!