Apple entra na onda das telas grandes e anuncia dois modelos de iPhone 6

Apple entra na onda das telas grandes e anuncia dois modelos de iPhone 6

Apple entra na onda das telas grandes e anuncia dois modelos de iPhone 6

A Apple anunciou hoje dois novos modelos de iPhone, o iPhone 6 e o iPhone 6 Plus. Como esperado, a maior novidade são os tamanhos dos aparelhos, um com tela de 4,7 polegadas e outro com tela de 5,5 polegadas.

O iPhone 6 (centro) e o iPhone 6 Plus (dir.) comparados ao iPhone 5s, que tem tela de 4 polegadas

O iPhone 6 (centro) e o iPhone 6 Plus (dir.) comparados ao iPhone 5s, que tem tela de 4 polegadas

O iPhone 6 (centro) e o iPhone 6 Plus (dir.) comparados ao iPhone 5s, que tem tela de 4 polegadas

A resolução das telas também mudou e agora leva o nome comercial de “Retina HD”. O menor tem resolução de 1.334 pixels x 750 pixels e o maior 1.920 pixels x 1.080 pixels.

Os novos dispositivos começarão a ser vendidos em 19 de setembro nos EUA e em mais oito países –como é de costume, essa lista não inclui o Brasil. Sem contrato de operadoras, o iPhone 6 e o iPhone 6 Plus sairão por a partir de US$ 649 e US$ 749, respectivamente.

Acostumada a liderar tendências no mercado, a Apple desta vez está correndo atrás de um tendência mundial. A consultoria Canalys Research estima que 34% dos smartphones vendidos globalmente no primeiro trimestre do ano tinham tela acima de 5 polegadas.

Já a consultoria BI Research prevê que em 2019 1,5 bilhão de celulares grande serão vendidos, o equivalente a 59% do mercado.

CARACTERÍSTICAS

O design ficou mais arredondado, aproximando o iPhone do iPad Air. E a espessura diminuiu em relação ao iPhone 5s, (que tinha 7,6 milimetros). O iPhone 6 tem 6,8 milímetros de espessura e o Plus 7,1 milímetros.

O iPhone 6 Plus também já apresenta mudanças na interface do iOS, pois pode ser usado na horizontal, como acontece com no iPad.

Internamente, os aparelhos ganharam melhorias. Agora, eles levam o processador Apple A8, segunda geração dos chips de 64 bit da companhia. Segundo a empresa, ele é 25% mais rápido e 50% mais potente no processamento de gráficos.

O chip é 13% menor que o seu antecessor o A7. A Apple não falou em memória, mas sites estrangeiros especulam que os novos telefones tenham mantido o 1 Gbyte de memória.

A bateria, segundo a empresa, tem duração similar a do iPhone 5s. O iPhone 6 é capaz de 14 horas de conversa pelo 3G. No Plus, o número é de 24 horas.

Os telefones também contam com um chip dedicado ao monitoramento de atividades físicas, o M8. Ele consegue detectar quando a pessoa está correndo ou pedalando, e também detecta elevação e distância. Aplicativos de desenvolvedores independentes poderão utilizar esses recursos.

CÂMERA

A câmera ainda é de 8 Mpixels, mas recebeu um novo sensor.

No lado do software, o autofoco está mais veloz e há redução de ruído nas imagens. A detecção de rostos para fotos em grupos melhorou, “protegendo” a imagem de pessoas que piscam quando a foto é tirada.

Os vídeos são em 1.080p em 30 ou 60 quadros por segundo, e é possível câmera lenta com 240 quadros por segundo. A câmera frontal ganhou melhorias para permitir mais captação de luz, o que deve melhorar videochamadas.

PAGAMENTOS

Quatro anos após o Android, a Apple decidiu aderir ao NFC (comunicação de campo próximo, na sigla em inglês) para oferecer um serviço de carteira virtual.

Disponível inicialmente nos EUA, o Apple Pay guardará informações de cartões de crédito no app Passbook e permitirá pagamentos em diferentes estabelecimentos comerciais. Se o iPhone for perdido, os pagamentos serão suspensos via Find My Phone.

A companhia fez parceria com a American Express, a Mastercard e a Visa e mais seis bancos dos EUA. Mais de 22 mil estabelecimentos comerciais poderão receber o Apple Pay.

Sobre o Autor

LuzeAzevedo administrator

error: Content is protected !!