Amil compra controle da Medial por R$612,5 milhões

Amil compra controle da Medial por R$612,5 milhões

compra controle da Medial por R$612,5 milhões

SÃO PAULO, 19 de novembro (Reuters) – A Amil Participações fechou acordo para adquirir o controle da Medial Saúde por 612,5 milhões de reais em dinheiro, em meio à recente onda de fusões e aquisições no setor segurador que até agora sempre envolveram um banco de grande porte na ponta compradora.

A operação consolida a posição de líder da Amil no mercado brasileiro de planos de saúde.

Com o negócio, a fatia de mercado da Amil no Estado de São Paulo, o mais rico do país, quase dobra, dos atuais 7,9 para 15,1 por cento. Em todo o Brasil, o market share salta de 6,2 para 10,1 por cento, atingindo 4,2 milhões de beneficiários em saúde e outros 986 mil em planos dentais.

Pelo acordo firmado nesta quinta-feira, a Amil comprará, direta e indiretamente, 36,22 milhões de ações ordinárias da Medial Saúde nas mãos de seus controladores, equivalentes a 51,9 por cento do capital total da companhia.

A Amil está comprando ações da Medial Participações, que detém 49,5 por cento da Medial Saúde, e diretamente da Medial Saúde representativas de outros 2,4 por cento do capital da empresa.

Conforme a Amil, o valor atribuído por ação da Medial Saúde na operação é de 17,2 reais –o que embute um prêmio de 7,2 por cento sobre o fechamento do papel na bolsa na quarta-feira, de 16,05 reais. O preço por ação da Medial Participações no acordo com os controladores é de cerca de 8,4 reais.

A Amil utilizará recursos em caixa para pagar os controladores da Medial.

OFERTA PÚBLICA

A Amil informou ainda que fará uma oferta pública de aquisição (OPA) das ações da Medial Saúde em circulação no mercado “em igualdade de condições, inclusive preço, àquelas acordadas com os acionistas controladores”.

Em seguida, a Amil pretende cancelar o registro de companhia aberta da Medial Saúde, com saída da empresa do Novo Mercado da Bovespa.

Só então a Amil implantará uma reorganização societária que pode envolver a cisão ou incorporação.

O negócio será submetido à aprovação da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS), assim como de órgãos antitruste.

Sobre o Autor

LuzeAzevedo administrator

error: Content is protected !!