Alckmin é contrário à nova estatal de seguro

Alckmin é contrário à nova estatal de seguro

SÃO PAULO – O candidato ao governo paulista Geraldo Alckmin (PSDB) e o colega de chapa Aloysio Nunes Ferreira (PSDB), que disputa uma vaga no Senado, afirmaram ontem em São Paulo ser são contrários à criação de uma estatal de seguros pelo governo federal.

A manifestação aconteceu em reunião-almoço promovida pelo Sindicato das Seguradoras, Previdência e Capitalização do Estado (Sindiseg-SP) e pelo Sindicato dos Corretores de Seguro (Sincor-SP). “Eu sou contrário, acho que não há razão para criar mais uma estatal. Não vejo nenhuma razão para justificar isso. Se tiver uma razão vamos até avaliar, mas não vejo razão para se criar mais uma estatal num setor que tem um mercado muito dinâmico, mercado que responde bem, que está crescendo”, avaliou Alckmin.

Colega de Orestes Quércia (PMDB) na disputa ao Senado pela chapa Unidos por São Paulo, Aloysio Nunes Ferreira (PSDB) também manifestou-se contra a iniciativa do governo de Luiz Inácio Lula da Silva. “Eu serei absolutamente contra a tentativa de estatização do mercado de seguros no Brasil”, disparou Nunes.

Alckmin lembrou ainda que foi pioneiro no estado ao criar um programa de seguro rural para o pequeno agricultor com 50% do prêmio pago pelo tesouro estadual e disse que pretende ampliar o programa, mas considera que esse movimento deveria ser acompanhado por uma política nacional. “Isso deveria vir no bojo de uma política nacional porque se você tem um seguro generalizado, amplo, você resolveria o problema do financiamento agrícola”, expôs Alckmin.

Embora o evento tivesse caráter apartidário, já que os candidatos Aloizio Mercadante (PT) e Paulo Skaf (PSB) também serão convidados a dialogar com o setor de seguros, o presidente do Sindseg, Mauro Batista, abriu voto em favor da chapa tucana.

fonte: DCI- 29/07/2010

 

Sobre o Autor

LuzeAzevedo administrator

error: Content is protected !!