AIG fecha acordo que permite saída do governo dos EUA

AIG fecha acordo que permite saída do governo dos EUA

NOVA YORK – A American International Group (AIG) e reguladores dos Estados Unidos fecharam um acordo sobre um plano que abre caminho para que o governo norte-americano deixe sua participação majoritária na seguradora. De acordo com a proposta, o Departamento do Tesouro dos EUA converterá US$ 49,1 bilhões das ações preferenciais que possui na AIG em ações ordinárias e aumentará a participação majoritária do governo na companhia para 92%, dos atuais 80%. A conversão, que poderá ocorrer no início de 2011, se a seguradora cumprir certas condições impostas, permitirá que o governo norte-americano se desfaça de sua participação na AIG ao longo do tempo através de uma série de vendas de ações.

O conselho de administração da AIG e membros do governo estiveram reunidos até o final da noite de quarta, e, em alguns casos, até a madrugada de quinta-feira, para finalizar os termos da tão aguardada estratégia do governo para sair da empresa. A proposta exigiu a aprovação do Tesouro, do Federal Reserve (Fed), do conselho de administração da AIG, e dos administradores da participação do governo na companhia.

As ações das AIG negociadas em bolsa fecharam cotadas a US$ 37,45 no pregão de quarta-feira em Nova York. Nesse nível, a participação de 92% na AIG que o Tesouro poderá deter, corresponderá a um valor de mercado para a companhia de mais de US$ 60 bilhões, o que a tornará uma das maiores instituições financeiras de capital aberto nos EUA depois da conversão de suas ações.

O plano é um marco para os funcionários da AIG e o governo. A empresa, uma fração do que era antes que entrar em colapso em setembro de 2008, está tentando reconquistar a independência e ter acesso ao financiamento do setor privado. O governo, que forneceu mais de US$ 120 bilhões dos contribuintes para socorrer a AIG, está ansioso para começar um controverso e dispendioso resgate do pacote de ajuda por meio do plano para se desfazer de sua participação majoritária na companhia. As informações são da Dow Jones.
Fonte: Estadão

Sobre o Autor

LuzeAzevedo administrator

error: Content is protected !!