Arquivo de tag industrias

O futuro da indústria de automóvel

O futuro da indústria de automóvel

A empresa de consultoria McKinsey acaba de publicar o estudo “A road map to the future for the auto industry”, avaliando as tendências da indústria de veículos no mundo.

Devido à importância desse segmento na área de seguros, é sempre oportuna uma análise dessas conclusões.
Abaixo, as cinco principais tendências:

1) O fator China. Em 1994, a China representava 1% das vendas de veículos. Hoje, 20 anos depois, o número é 25%, sendo agora o seu maior mercado.

2) Aumento da regulação. Cada vez mais, a regulação vai crescer – em termos de segurança e de sustentabilidade. Esse é um grande desafio para essa indústria.

3) Conectividade digital do automóvel. O veículo como um instrumento de comunicação. Nesse ano, a National Highway Traffic Safety Administration (NHTSA) – órgão que controla a segurança do tráfico viário nos EUA – afirmou que tornará obrigatória a comunicação digital entre os veículos.

4) Veículos compartilhados. O automóvel para uso comum, sem a necessidade da propriedade. Nas novas gerações, essa é uma tendência mais forte.

5) Carros autônomos. Com todos os seus desafios, o carro sem motorista e controlado de forma eletrônica está se delineando no futuro.

Uma figura interessante abaixo, que mostra um exemplo do aumento da segurança nos veículos.

Na direção horizontal, os diversos avanços tecnológicos, desde a década de 70. Na direção vertical, os tipos de acidentes que foram evitados a partir da instalação desses mecanismos.

 

 

 

Francisco Galiza.

Fonte: Segs.

Chão de fábrica garante lucro e produtividade com metas programadas

Chão de fábrica garante lucro e produtividade com metas programadas

Por Leandro Coeli
A concorrência das indústrias nacionais nunca foi tão forte como nos dias atuais. O Brasil possui mais de 310 mil indústrias, com receitas líquidas que chegam a R$ 2,2 tri, o que responde por 68,2% da receita total, que estão ofertando seus produtos aqui e fora do país.
Então, chegou o momento das indústrias planejarem suas as ações de 2015. E esta não é uma tarefa fácil, ainda mais quando se trata de produção, pois tudo depende da sua estabilidade no mercado – que nem sempre é previsível – e das adversidades costumeiras de toda produção. Este setor da indústria lida com muitos tropeços ao longo de um ano e saber se precaver é o grande segredo.
20% dos problemas de produção são responsáveis por 80% das perdas ocorridas num período. Existem várias razões que impedem um recurso de operar com boa performance, entre elas paradas por falhas de maquinário; ociosidade; pequenas paradas que ocorrem durante a produção e velocidade reduzida.
Identificar estas perdas de produção e bloquear as causas é a maneira mais rápida e direta de se aumentar a produção e a lucratividade da empresa.
Para que isso ocorra é imprescindível que a tecnologia esteja diretamente ligada a produção.
Tendo a tecnologia aliada a essas medidas, os resultados serão de mais transparência, melhor gestão, integridade, evitando fraudes e manipulação de dados. Além disso, a indústria obtém ganhos secundários como redução de custos e agilidade.
O uso de ferramentas próprias é capaz de inúmeros benefícios, que somados garantem aumento da velocidade média de trabalho; melhoria da qualidade dos produtos, redução de custo de produção; aumento da margem de lucro e maior agilidade na gestão da produção. Itens de grande importância para o sucesso demanda de produção.
Então, a palavra de ordem para as indústrias em 2015 é investimento em tecnologia e planejamento. Sem dúvida, esse será o grande aliado das fábricas para qualquer imprevisto de mercado, podendo destacar-se frente aos concorrentes.
Leandro Coeli é diretor da Phisystems, fábrica de software e parceira oficial InduSoft. Mais informações www.phisystems.com.br
Fonte: Segs.
error: Content is protected !!